sábado, 23 de abril de 2011

Por Um Melhor Renascer

Se eu sou mesmo livre,
Por que eu ouço tanto
Dentro do trem berrando?

Se eu sou mesmo livre,
Por que vivem dizendo
Que só há um me vendo
Mesmo fora dum templo?

Se eu sou mesmo livre,
Por que preciso ouvir
Que estou a destruir?
Por que todo o rugir
Contra o outro agir?

Se eu sou mesmo livre,
Por que o alvoroço?

(Se) eu sou mesmo livre... (?)

Nenhum comentário:

Postar um comentário