domingo, 3 de julho de 2011

O Túmulo de Franco

O Brasil está mais fraco
Com um pesar mais honesto
E isto pode ser visto
Num agora vago posto
O qual ficará em luto.

Pois nós perdemos um franco.
Algo que nenhum invento
Pode, substituindo,
Pensar no salário posto.

Estaremos mais pro fundo,
Tendo este ruim marco,
Que não saberá o neto.

E todos sabemos disto.
É pelo tempo imposto.

Esqueceremos o justo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário