quinta-feira, 26 de abril de 2012

Sorrir Acordado


E é só, Dicró
E de nó em nó
Eu faço corda

Espero me lembrar
Daqui até a porta

Quand'eu passo no rio
Tão sujo e frio
Eu me amarro todo
Se não fosse seu humor
Eu esquecia o pouco

Qu'eu tenho e volto
Qu'eu durmo e acordo
E tô preparado
Pra deitar sorrindo

E sorrir acordado.

1750


No virar das 12:30,
Vejo que chegamos a 17,50 centenas,
Em uma exata coincidência...

Achei que valia fazer referência,
E com alguma insistência
Tento por em evidência
Que a página está crescendo.

E espero que esteja acontecendo
Por ter um bom conteúdo
Ainda que, contudo
Estas palavras em vulto
Não cheguem a ser um poema

São meramente um esquema
Para usar o tema

E homenagear seguidores.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Futura Musa

Quão dura a candura
de uma futura musa
que eu chego até a rir.

Tão pura a moldura
de sua bela figura
que haverá de existir
formosura alguma
que na mente continua...

E não há como se fugir.
Perfura espessura
desta minha armadura,
mas, 'inda hei de insistir

E com sua ajuda
Minha mente a cultua,

Soneto que não escrevi.

domingo, 15 de abril de 2012

Cardiovasculhar

Ah, tu me sangras correto,
pois não é menos que fato
que tens o caminho certo
para o sangue jorrado.

Oh, tão famosa entranha,
por que só lembro de você
quando você mais apanha?

Talvez por querer esquecer
esta sensação estranha
de não poder amanhecer
junto a quem te encanta,
e não se sentir completo.

Que pena que seja raro
se inspirar só bons versos.

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Só pode ser querer mandar

Querida CNBB
Queridos evangélicos

Tenho que dizer a vocês,
Ainda que mais uma vez,
Que o que chamam de revés
Não devia causar stress
A qualquer de suas pessoas

Afinal se só são boas
As pessoas que concordam
Por que ainda se mostram
Assim tão interessados?

Por que somos forçados
A escutar opiniões
Sobre as outras multidões?

Só pode ser querer mandar.

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Futuro

O Sol de um dia frio
Sobre seu corpo esguio
Sem muitas ou poucas roupas
Me lembra das coisas boas
Que eu vivi ao teu lado.

Como que é tão amado
Pelo músculo vermelho?

Me faz olhar no espelho
E pensar que sou um fardo,
Querendo bem de bom grado
Que seja feliz pessoa,

Quyesteja nunca a toa,
E que o seu corpo lindo
Nos transforme em um trio.